segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

O que o Tocantins tem de melhor a gente mostra!


Alguém me sugeriu que contasse um pouco de como é o Tocantins, então vamos lá...

Para a falta de informação de muita gente, o Tocantins não é uma grande tribo indígena como se imaginam, claro que temos reservas indígenas como toda região desse país, afinal os índios foram os primeiros habitantes e existem leis que os protege, mas eles não são maioria aqui, repito.

Sendo assim, vamos falar sobre o Tocantins, um estado plural – falo em relação à cultura - aqui você encontra gente de todas as regiões do Brasil, por isso a identidade do povo aqui é tão miscigenada. Quem já ouviu um tocantinense falar diz que temos um sotaque marcante, mas a verdade é que o nosso dialeto é tão difuso que ao mesmo tempo em que puxo o baiano, falo gírias paulistanas e arrasto o “uai” mineiro, é uma verdadeira salada de frutas.

Como todo mundo está cansado de saber e se jogar no Google vai descobrir, o Tocantins é o estado mais novo da federação brasileira, está localizado na região norte, e tem como divisa os estados do Maranhão, Piauí, Bahia, Goiás, Mato grosso e Pará. Sua capital é a cidade de Palmas localizada no centro do país, um capital toda planejada assim como Brasília, mas não pense você que é desenvolvida como BSB, falo do projeto arquitetônico mesmo! Palmas têm apenas 20 anos e tudo indica que está crescendo a cada ano. Mas o legal daqui é acompanhar esse crescimento e ir se adaptando a ele. Uma cidade que ontem era pequena, hoje é média e a cada dia está se modernizando mais. Na verdade eu diria que Palmas é um jovem que está ingressando na universidade e daqui alguns anos, se formará e vai ser um grande homem - assim eu espero - Mesmo porque o Tocantins é um estado que apesar de pouco tempo, tem uma longa trajetória política que marcou o seu surgimento, e principalmente o estabelecimento dos seus poderes. A política aqui como em todo país começou na base da oligarquia, são “grandes” família que governaram por muitos anos, e até hoje querem gozar dessa “democracia”. Sim, a política da oligarquia acabou no Brasil, mesmo assim surgiu uma disfarçada de partidarista que transformou esse estado na maior "piada" contada desde 1988. É uma briga de cachorro grande piquinês que pendura há anos, e não trouxe beneficio nenhum para o povo tocantinense, ou seja lutam por interesses próprios, é o nosso Big Brother Brasil, porém o prêmio aqui quem paga somos nós. Só para contextualizar o que estou dizendo, atualmente o governador em exercício na época (Marcelo Miranda) perdeu o seu diploma de governador. Com isso foi nomeado como governador interino o ex presidente da Assembléia Legislativa, Carlos Henrique Gaguim (foi comentado aqui), e até hoje está no poder depois de uma eleição indireta.

Em relação a custo de vida e emprego aqui é bastante rentável ou você arruma alguma peixada política e vira funcionário público contratado, e torce pelo seu “guru” não perder e não ser oposição do governo, porque se não você estará no olho da rua. Ou então, procura um emprego no SINE,CIEE e aproveita que o novo shopping Capim Dourado vai abrir em Palmas e está vindo com “grandes” marcas e você pode sair da condição de desemprego e se torna o mais novo funcionário da Riachuelo e C&A, versão Tocantins! Ou cursa uma ETFTO da vida (Escola Técnica Federal do Tocantins) e faça faculdade na UFT , ITPAC, UNIRG,Católica do Tocantins, Unitins, Faculdades Objetivos, ITOP, Unopar, entre outras presenciais ou não espalhadas pelo estado. Sobre as cidades mais populosas do estado, eu destaco Palmas por ser a capital, Araguaína por está praticamente na divisa do Maranhão, Gurupi por está situado praticamente na divisa de Goiás, Paraíso do Tocantins está entre Porto Nacional e Palmas, e Porto Nacional por está a 60 km de Palmas e alguns km de Paraíso e Gurupi. Aqui é assim, uma coisa puxa a outra, quando se percebe já é progresso! Mas brincadeiras a parte, a expectativa de crescimento do estado segundo o novo governo é automobilístico, de acelerar o Tocantins rsrs

Mas a grande riqueza do Tocantins é a natureza, são suas belezas naturais. Algumas já foram cenários de reality shows americanos, documentários da BBC e até de mini-séries da HBO. O famoso Jalapão, com dunas e cachoeiras de encantar qualquer mochileiro de plantão. Outro convite irrecusável são as cachoeiras do Taquarussu que ficam próximo a capital Palmas, um convite para quem gosta de relaxar e estar contato direto com a natureza. Sem falar do Parque Estadual do Cantão, Ilha do bananal, entre outras reservas, cidades e lugares que são verdadeiros museus arqueológicos, que tem uma riqueza histórica que deve ser vivenciados e registrados. As comidas típicas do estado levam uma forte mistura das influências das culturas indígena, paulista, portuguesa e mineira. Muitos receitam a base de peixe estão presentes para saborear. O artesanato constitui de bordados, potes de barro e capim dourado, uma espécie de capim (Singhnantus sp) que existe somente na região do Jalapão.

O Tocantins é assim, ou você ama ou você odeia, mas tem espaço para todo mundo, tem rotatividade, mas também tem muitas pedras no caminho como qualquer outro estado brasileiro. Quando falo isso, não tenho pretensão de promover o estado, apenas quero mostrá-lo em minha óptica que são verdades muitas vezes silenciadas pela nossa hipocrisia, mas mesmo assim observamos todos os dias e acompanhamos de perto, principalmente essa política transitória.No entanto não quero falar de política, venho elucidar a cultura desse estado, porque ela te convida a conhecer de perto um pouco a sua também, porque você também tem lugar aqui. A natureza é só um show a parte, em alguns lugares é possível se depara com verdadeiros oásis. O clima é realmente seco e quente, mas ainda assim temos um lago imenso, ou até mesmo se você sair das regiões impactadas da Usina Hidrelétrica, pode se deliciar no mês de Julho principalmente das temporadas de praia nos Rios Tocantins e Araguaia.

Falar de Tocantins é mexer um pouco comigo que nasceu e foi criado aqui, faço parte da história desse estado. Tantas particularidades me fez perceber que relatar esse que até então era desconhecido para alguns, também foi uma oportunidade para eu conhecer um pouco o meu lado tocantinense que é tão próximo de todo o resto.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

GYN a Nova York dos Tocantinenses?!

imagem: google

Todo mundo sabe que Goiás é logo aqui ao lado, antes da criação de estado do Tocantins, fazíamos parte do norte de Goiás, mas devido à grande extensão de terra por essas bandas e a falta de desenvolvimento houve a divisão, e assim o “norte” passou a ser o novo estado da federação brasileira, chamado de Tocantins. Já havia passado por Goiânia outras vezes, principalmente quando viajava, mas eu nunca havia estado de fato, apesar de que existem aqueles que dizem por aqui que Goiânia e a Nova York dos Tocantinenses.

Lembrei daquelas famosas canções sertanejas que falavam sobre o Goiás e tocou no rádio quando eu era criança, ao mesmo tempo, apreciava um dos cenários mais dicotômicos que alguém pudesse vislumbrar. A capital de Goiás é urbana em desenvolvimento, parece que vai engolir todo o resto, mas a verdade é que ela tem um charme exclusivo, talvez o seu maior encanto seja mesclar estilo de vida e sua gente a uma vida moderna e típica de cidade do interior. Apesar do grande desenvolvimento, do cenário urbano, a cidade não deixou ainda sua essência interiorana, pelo contrário remete muito a uma cidade qualquer de interior, as ruas, os movimentos, as pessoas, os costumes, tudo isso ainda é muito perceptível. Como em todas as capitais brasileiras possui gente de todo o canto do país, mas ainda prevalece uma identidade que eu não sei se posso chamá-la de tocantinense também, até porque a maioria das pessoas que se concentraram em Tocantins veio de Goiás.
Quando estive lá, a impressão era de estar vendo Palmas crescer aos meus olhos. Foram 18 dias observando um cotidiano que já conhecia um estilo de vida muito próximo ao meu. Primeiro que não sentia estar fora de Tocantins, sim Goiânia é muito Tocantins, e há quem diga que são diferentes, Onde? Mostra-me! Claro que existem diferenças geométricas, por exemplo, a população de Goiânia é de dois milhões de habitantes, enquanto no Tocantins inteiro possui um milhão... Mas eu não falo de semelhanças em relação ao desenvolvimento e outras coisas, falo de cultura, povos, hábitos...O interessante de Gyn (como também é conhecido) são os vários shoppings espalhados por toda cidade e segundo pessoas que moram lá, esses shoppings acabam desenvolvendo a região que se localiza. Isso é muito observável, aonde se vai tem um shopping feito ou estão construindo outros, parece que os goianos adoram gastar! Com esses shoppings lotados, os tráfegos de carro são tranqüilos para uma capital - não se pode dizer que é conturbado - Se é que estive lá no final de ano, mas me parece que o trânsito é calmo também em outras épocas. Como as ruas são muitas vezes estreitas e não comportam muitos carros aos arredores, foi preciso fazer estacionamentos pagos que já é um “fenômeno” observado em outras grandes capitais. A noite é outro charme de Goiânia, tem opção para todos os gostos e estilos, mas a noite badalada mesmo só começa na quinta-feira por diante, nos outros dias da semana como segunda, terça e quarta, as pessoas recorrem a bares, pub, restaurantes, ou até mesmo ao shopping, algo mais light, como aqui em Palmas. O comércio lá é outro quesito interessante, ou estão nos shoppings, nas lojas espalhados no centro, nas feiras itinerantes ou em ruas como: Fama, Campinas, Bernado Sayão, entre outros. Não tenho estimativa de quantos milhões o comércio goiano movimenta por ano, mas pela quantidade de gente, da para perceber que é um negócio que dá lucro e sustenta muitas famílias. É fácil você encontrar sacoleiras do Tocantins ou até mesmo de outros estados comprando para revender mais caro onde reside, porque o que se vende lá tem referência de moda, e geralmente são roupas bonitas e muitas vezes de qualidade que você compra por um preço mais acessível, digo logo se encontra de tudo! É uma espécie de 25 de maio, digamos assim... A culinária é igual à daqui, os pratos são os mesmos! A imprensa também é a mesma daqui, Organização Jayme Câmara, mas parece que é bem mais estruturada, mesmo assim leva o selo. Muitos dos nossos políticos de hoje começaram carreira lá em Goiás, preciso citar? rs .

Antigamente Goiânia era um ponto de apoio das famílias de Tocantins, em relação à saúde, internações mais graves por exemplo. Os pais mandavam seus filhos para estudar nas grandes faculdades (Católica, UFG, UNIP(...) Muitos deles se formaram em Goiânia ficaram por lá, outros voltaram para cá, outros foram para as cidades próximas. O fluxo de pessoas daqui é incontável, apesar de que Anápolis e outras cidades circunvizinhas estejam encostadas na capital, e Brasília esteja próximo também tudo fica muito mais fácil. Mas sabe aquela cidade que em cima de um prédio a primeira vista pareceu gigante? Pois é, tanta particularidade fez com que essa cidade tornasse tão íntima que ficou pequeno aos meus olhos, o charme de um interior em desenvolvimento me fez ver Goiânia não à Nova York dos tocantinenses, mas como um espelho para um futuro, agora chamado de Palmas.

(..) Entrando em Goiás
Quase que eu decolo
Feito um avião...
Heeeei! Goiânia!
Não deu prá segurar a barra
Então eu voltei!
Heeeei! Goiânia!
Avisa aqueles olhos lindos
Que eu já cheguei...

(Rumo a Goiânia - Leandro & Leonardo)

Obs: Ofereço esse post para todos os amigos que reside em Goiânia - Goiás, pessoas que eu conheci durante a viagem e a todos aqueles que vieram de lá e hoje estão aqui em Tocantins.